quinta-feira, janeiro 13, 2011

DÍVIDA

(imagem recolhida na internet)
O artigo que a seguir se reproduz foi publicado pela agência Lusa, sob o título:
"Dívida: Cada português deve 15 mil euros aos dez maiores países credores, com Espanha à cabeça.
.
Lisboa, 11 jan (Lusa) -- Cada um dos 10,6 milhões de portugueses deve 14.852,83 euros à dezena de países que detêm mais dívida de Portugal, com Espanha, França e Alemanha à frente das dez economias com maior exposição ao total da dívida portuguesa.
O total da dívida portuguesa aos dez maiores credores estrangeiros, por países, é de 203.326 milhões de dólares (157.440 milhões de euros), segundo os dados do Banco de Pagamentos Internacionais (BIS, na sigla inglesa), relativos a junho de 2010.
Por países, são os bancos espanhóis que estão mais estão expostos à dívida de Portugal (incluindo dívida privada e dívida pública), com 78.288 milhões de dólares (60.620 milhões de euros), seguidos das instituições francesas, com 41.904 milhões de dólares e das alemãs, com 37.240 milhões de dólares.
"
*************************
Até quando iremos consentir que a incompetência nos continue a individar, hipotecando o futuro do país?...
Até quando iremos consentir que a Justiça continue a olhar para o lado deixando impunes os responsáveis pelo empobrecimento e endividamento de Portugal?...
.
A B U T R E S
.
Não são nem ais, nem suspiros,
Que evitam que estes vampiros
Consigam sugar-nos mais.
Abutres, que andam à solta,
Cirandam à nossa volta,
À espreita dalguns sinais.
.
Sinais de que nós vivemos,
Pensamos e até dizemos,
Por pouco, sequer, que seja;
Sinais de qualquer protesto,
Por muito que seja honesto,
Porque isso lhes causa inveja.
.
Inveja do que sabemos,
Ouvimos, vemos e lemos,
Do que sentimos também,
Inveja, pois somos pobres
Com sentimentos mais nobres
Do que essa gentalha tem.
.
Vítor Cintra
.
No livro: AFAGOS

3 Comentários::

At 14/1/11 10:12 da tarde, Blogger Maria da Luz Borges said...

Concordo contigo. Até quando?

 
At 15/1/11 8:14 da tarde, Blogger Chellot said...

Abutres povoam o mundo tanto aí quanto aqui. Não respeitam nem quem lhes fornece sutentação. Abutres são difíceis de serem abatidos, espertos, gananciosos, mas nunca imortais. Beijos doces.

 
At 18/1/11 10:43 da tarde, Blogger Odele Souza said...

Ou seja: Eles gastam e o povo paga. são mesmo uns "abutres que andam à solta".

Deixo-te um abraço amigo.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home