quinta-feira, maio 01, 2008

No regresso... dois mimos.


Os dias são maiores. O tempo está bom para viajar. O 25 de Abril arranjou-nos um fim de semana prolongado. Difícil seria não aproveitar esta conjugação de factores, naturalmente.

No regresso de uma incursão por terras de Espanha, vim encontrar dois 'mimos'.

O primeiro, uma gentileza da amiga Nanda, que não posso deixar de agradecer, pelo que em si mesmo significa.
Obrigado, amiga! Muito obrigado pela tua amizade!


O segundo 'mimo', vem de mais longe. Muito mais longe, mas ainda assim bem próximo do meu coração.
Digital do Índico, a casa da minha amiga Ana, é a janela aberta para uma viagem ao outro lado do tempo. Através da sua sensibilidade e da lente da sua câmera, viajo ao encontro dos tempos da juventude, umas vezes duros, sofridos mesmo, mas muitas vezes empolgantes e belos. Obrigado, Ana, pela tua amizade. Este poema, é a minha forma de te agradecer:

M O Ç A M B I Q U E

Moçambique, terra amada,
Fascínio da minha vida,
Minha paixão, muito qu'rida,
Que não trocava por nada.

Paraíso que me encanta,
Meu delírio, sortilégio,
Devoção, ou sacrilégio,
Dum amor grande, que espanta.

Moçambique!... Tão distante!
Terra da minha saudade!
- Saudade que nunca quis. -

Quem dera ver-te um instante,
Que durasse a eternidade,
P'ra, depois, viver feliz.

Vítor Cintra
No livro: DISPERSOS

7 Comentários::

At 3/5/08 3:16 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Não dão dois mimos são três, Vítor!
Basta ir ver o último post do Criancices.
Bom fim-de-semana,RS.

 
At 8/5/08 7:47 da tarde, Blogger DigitalnoIndico - Maputo, Moçambique said...

Viva Vitor, que surpresa bonita e agradável! Obrigada e um beijo, Ana

 
At 11/5/08 11:55 da tarde, Blogger Mário Relvas said...

"Moçambique!... Tão distante!
Terra da minha saudade!
- Saudade que nunca quis. -"

Um abraço sem mais palavras

 
At 18/5/08 10:29 da manhã, Blogger Isabel-F. said...

O teu poema tocou-me profundamente como poderás calcular ... nele dizes TUDO o que eu sinto ...

beijinhos

 
At 11/6/08 4:53 da tarde, Anonymous Paulo Afonso Ramos said...

Moçambique - essa terra que acolheu a minha infância.

Parabéns pelo blogue e pelo destaque do mês no blogue da Vera Silva

ABRAÇO

 
At 19/7/08 11:43 da tarde, Anonymous Anónimo said...

ESSE POEMA,NÃO DEIXA NINGUÉM INDIFERENTE É ALGO DE MUITO EMOCIONANTE,PARABÉNS POR O PARTILHAR...

 
At 19/7/08 11:44 da tarde, Anonymous Maria said...

ESSE COMENTÁRIO FOI MEU PORLAPSO APARECEU ANÓNIMO.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home