domingo, junho 11, 2006

A HOMENAGEM que a Pátria ainda não prestou...


A HOMENAGEM QUE A PÁTRIA AINDA NÃO PRESTOU, SÓ PODE ENVERGONHAR-NOS.
.
Ontem, enquanto os políticos levavam a efeito a sua "festinha" de fachada, com fanfarra, pompa e distribuição de medalhas às pasadas (sabe Deus com base em que critérios de atribuição), milhares iam em romagem ao monumento aos Combatentes do Ultramar, prestar, numa cerimónia simples, mas sentida, a HOMENAGEM que a Pátria ainda não cumpriu.
.
Uma vez mais, junto ao monumento do Bom Sucesso, ecoaram as vozes numa oração, ecumenicamente recitada por um padre católico e por um imã muçulmano, repetida pela multidão, em memória e sufrágio daqueles que, em terras de além-mar, sacrificaram, ao serviço de Portugal, a própria vida.
.
Algumas televisões, timidamente embora (não vá a tutela cortar os subsídios), estiveram lá, para noticiar - de fugida evidentemente - o que acontece no país real, enquanto os políticos se pavoneiam e arrecadam "ajudas de custo". Isso sim, a merecer honras de cobertura televisiva, até à saturação.
.
E é assim que acontece desde que, num 10 de Junho de triste memória, um certo 'homenzinho' afirmou, no exercício de funções oficiais, serem os ex-combatentes gente indesejável.
.
.
NA PEDRA
.
Na pedra restam gravados
Os nomes dos que caíram
P'la Pátria mãe, que serviram;
São nomes de bons soldados,
Heróis da tal geração
Que fez da honra brasão.
.
Seus feitos foram calados,
Num roubo, fugaz, de glória
Por trastes de má memória.
Mas entre os antepassados
Seus nomes, em letras de ouro,
Terão lugar duradouro.
.
Vítor Cintra
No livro: ENCRUZILHADA

5 Comentários::

At 12/6/06 4:27 da tarde, Anonymous Hilda said...

Pois é, Vitor ...
Hoje, no jornal da minha cidade, Santos/SP - Brasil, tem uma matéria divulgando a homenagem da comunidade lusitana de nossa região ao Dia De Portugal, com a presença de autoridades locais.

Diz na reportagem que esse ano, a data foi celebrada com uma certa preocupação da comunidade, que teme o fechamento do Consulado Portugues em Santos. Ameaça que já dura três meses, desde de que o Governo de Portugal anunciou uma reestruturação de suas representações no exterior como forma de conter gastos.
A comunidade lusa na região é estimada em torno de 60 mil, e ainda, Santos foi o principal ponto de desembarque dos portugueses no Brasil.
Santos é uma cidade tipicamente portuguesa!
Lembrei dos teus protestos ...

 
At 12/6/06 7:38 da tarde, Blogger Rose said...

Vítor,

Obrigada pela visita no Poemas e Amores. Seja sempre bem vindo.

Voltarei aqui para te ler.

abraços

 
At 12/6/06 9:41 da tarde, Anonymous soslayo said...

Vítor Cintra:

(...um certo 'homenzinho' afirmou, no exercício de funções oficiais, serem os ex-combatentes gente indesejável.).

Dizer-se isto de quem combateu no ex-ultramar português é desrespeitar todos os mortos (jovens, na altura) que tombaram ao serviço do Estado Português.

 
At 13/6/06 1:19 da manhã, Anonymous Anónimo said...

É bom encontrar quem publicamente não receia denunciar todo este lamaçal.
Sou leitora fiel desta página e quero deixar expressa a minha admiração e o meu apoio.
Helena

 
At 13/6/06 9:22 da manhã, Blogger Sara Fuentes said...

Bom dia! Está virando uma agradável rotina visitar teu blog. Assim aprendo mais de nossos parentes além mar. Meu avô era português, meu sangue é português. Então, fico mais próxima das minhas raizes . Aprendo !
Assim como a Betty, tu és uma das boas surpresas da net.
Um beijo

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home