sexta-feira, junho 16, 2006

INVESTIMENTO precisa-se...


INVESTIMENTO... SOBRETUDO EM CREDIBILIDADE

A caminho da Alemanha, para assistir ao jogo Portugal-Angola, o sr. engº Pinóquio (cognome com que, com toda a propriedade, foi distinguido por "MANELDOMONTADO") fez uma escala em Paris, segundo o Diário Digital, para, no encerramento do Fórum de Empresários e Gestores Portugueses e Luso-Descendentes, em França, afirmar:

"Este é o momento em que Portugal está a evoluir e sedento de investimentos estrangeiros"

Bombástico!... Absoluto!... Dogmático!... Esgrimiu o asinino argumento de que o PIB cresceu 1% no primeiro trimestre deste ano. Esqueceu-se de referir, porém, que segundo o relatório do INE (Instituto Nacional de Estatística) este crescimento representa apenas uma aceleração de 0,3 % face ao crescimento de 0,7% da riqueza produzida em Portugal no último trimestre de 2005, relativamente a período homólogo.
E esqueceu-se também de explicar porque é que esse indicador, na sua "douta" opinião, tão significativo, não foi bastante para convencer Monteiro de Barros. Nem parece seduzir a Opel o bastante para que pondere a possibilidade de continuar na Azambuja.
.
Pinóquios ou Papagaios, a verdade é que não fazia mal nenhum, nos cursos de engenharia (para políticos), introduzir uma cadeira de "Noções Básicas de Economia". Até nem precisava de ser muito exigente. Apenas o bastante para que não asneirassem muito quando falam do PIB.
.
É verdade que Portugal precisa de investimentos. Mas precisa deles, sobretudo, em CREDIBILIDADE!


POLÍTICA

A Política não passa
De rameira, mais distinta,
Mas, por muito que ela minta,
Haverá sempre quem sinta
Mais nobreza que trapaça.

Sem fazer conversa à toa,
Diz-se até que faz proposta,
Quando sabe que não mostra
O cinismo da resposta,
Mesmo quando não é boa.

Mas, por ser rameira fina,
Ao chamar-se de ciência,
Prostitui a consciência
De quem joga a inocência
No que diz e nos ensina.

Vítor Cintra
No livro: DESABAFOS

10 Comentários::

At 16/6/06 3:28 da tarde, Blogger Betânia said...

Oi,
Passando par ver teu espaço,através do blog de amigos.

Adorei teu blog.

E a música é maravilhosa.

Xêru!

 
At 16/6/06 6:07 da tarde, Anonymous Hilda said...

""Mas, por ser rameira fina,
Ao chamar-se de ciência,
Prostitui a consciência
De quem joga a inocência""

Vitor, principalmente nesse verso, é PERFEITA a definição da política, daí assim como daqui!

Oremos ... para que a luz se faça nos políticas e também nos ilumine para sabermos escolhe-los.

 
At 16/6/06 8:04 da tarde, Anonymous sentada no sofá blue said...

Boa tarde, amigo.
Credibilidade é a palavra chave.

Vou aceitar a oferta e linkar teu blog.As imagem é muito bonita. Se quiseres podes fazer o mesmo como meu.
Um abraço blue.

 
At 16/6/06 10:00 da tarde, Blogger Betânia said...

O verdadeiro amor existe,sim.

Você não pode vê-lo com os seus olhos ...poderá vê-lo com os olhos do coração.

Onde encontrá-lo?

Em qualquer lugar:aí a seu lado,no caminho da padaria...talvez você esteja com ele o tempo todo e nem o tenha percebido.

Quando encontrá-lo?

Num instante qualquer,agora,daqui a pouco...


Quem?

O verdadeiro amor pode ser lindo, fisicamente;ou não tão lindo assim;ou até feio...quem sabe...
mas será LIndo porque ele amará você com toda a força que houver no coração.

Ah!

E ele pode se repetir em várias pessoas...

Não espere um único amor.

Às vezes,ele aparece uma,duas ,três vezes em sua vida.

Depende de sorte.

Depende da sua sorte.

Abra os olhos do seu coração e o enxergue.Se é que já não o encontrou.

Boa Sorte!

Um xêru!

 
At 16/6/06 10:28 da tarde, Blogger Papoila said...

Olá Vitor:
Bela a música. Quanto ao texto e poema de hoje este seu verso diz tudo:

"Mas, por ser rameira fina,
Ao chamar-se de ciência,
Prostitui a consciência
De quem joga a inocência
No que diz e nos ensina"

Saudades dos grandes parlamentares da I República.
Beijo

 
At 16/6/06 10:37 da tarde, Blogger Rose said...

E o que dizer de nós?

Põe os nossos representantes juntos neste curso de "Noções Básicas de Economia".
Acrescente noções básicas de ética, e ficamos felizes.

abraços Vítor.

 
At 17/6/06 4:08 da manhã, Anonymous sentada no sofá blue said...

Boa noite, Vitor.
Mas quero me desculpar porque reparei que meu link está com
problemas, até o tirei do blog. Na verdade não sei como colocá-lo lá.
Foi uma tentativa.
Obrigada e desculpe-me.

 
At 17/6/06 10:57 da manhã, Anonymous tb said...

Assim vai este pedacinho de nós todos...
Abraço

 
At 17/6/06 12:29 da tarde, Anonymous soslayo said...

Um Poema:

Vítor Cintra é uma delícia degustar os teus poemas sobre as sempre oportunas críticas aos nossos políticos que enveredaram pela política só para serem protagonistas de qualquer coisa, a maioria das quais não tendo preparação para o serem e/ou fazerem. Muito obrigado pelo o que escreves! Um grande abraço.

 
At 23/6/06 2:22 da manhã, Blogger Besnico di Roma said...

Pinóquio!?
Essa não, fiquei ofendido.
Isso é uma ofensa grave ao simpático bonequinho de madeira filho do Gepeto.
Chama-lhe só Sócrates que já é ofensa bastante.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home