domingo, julho 23, 2006

GANÂNCIA, ou mentalidade obtusa?...



AGRAVAMENTO DO IVA... ERRO OU BURRICE ?

A Associação Comercial da Guarda divulgou um estudo em que se conclui que, o aumento do Iva de 19% para 21%, em Portugal, teve como consequência a ida dos beirões a Espanha, pelo menos uma vez por mês, para fazerem compras.
O estudo foi realizado junto dos habitantes dos concelhos da Guarda, Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo e revela que 52,9% dos inquiridos vai a Espanha fazer as suas compras pelo menos uma vez por mês, 20,6% uma vez por semana e 5,3% desloca-se diariamente ao país vizinho. Parcentagens insignificantes?!
Parece que a superior inteligência dos políticos da nossa praça anda um tanto confusa com esta situação. Perceber que o aumento dos impostos não significa aumento de receitas fiscais é um tanto complicado para certos 'crâneos'.
.
A título de passatempo deixo-vos uma adivinha, com uma de três respostas como opção:
- 1 lt. de gasolina custa, do lado de cá da fronteira 1,343 € e do lado de lá 1,187 € (valores de 25.06.2006) . Pergunta-se:
a) "será que os espanhóis compram o barril de petróleo mais barato?"
b) "será que em Portugal e em Espanha o € tem valor diferente?" ou
c) "será que a fronteira entre os dois países é, na visão dos políticos, tão pouco extensa que as percentagens referidas não têm maior expressão ?"

APRENDER

É quando a vida traz uma surpresa
Que não se espera venha a suceder,
Que nos apraz vivê-la, com certeza,
Intensamente e com maior prazer.

Mas, quando a vida mostra novo rumo
E do destino não nos faz segredo,
Quem vê que a labareda faz o fumo,
Só não descobre o rumo se tem medo.

São tantos os mistérios que deslumbram...
E tantas maravilhas nos circundam,
Fazendo desta vida uma lição,

Que, quem viver, embora do seu jeito,
Mostrando pela vida ter respeito,
Aprende. Basta um pouco de atenção.

Vítor Cintra
No livro: DESABAFOS

8 Comentários::

At 23/7/06 8:55 da tarde, Blogger Papoila said...

Viver e aprender... Aprender com a Vida...
É uma escada em caracol
E que não tem corrimão.
Vai a caminho do Sol,
Mas nunca passa do chão.
Os degraus, quanto mais altos
Mais estragados estão.
Nem sustos, nem sobressaltos
Servem sequer de lição.
Quem tem medo não a sobe,
Quem tem sonhos também não.
Há quem chegue a deitar fora
O lastro do coração.
Sobe-se numa corrida
Correm-se perigos em vão.
Adivinhaste: é a Vida,
A escada sem corrimão…
David Mourão Ferreira
Beijo

 
At 23/7/06 9:02 da tarde, Blogger Hilda said...

Na verdade, resolver o passatempo que propões não é fácil ...serão cegos e surdos... ou, melhor, deficientes mentais? Ou pensam que nós é que somos, pois por aqui essas "coisa estranhas" também acontecem!

Gostei da esperança e confiança no ser humano que demonstra no poema:

"São tantos os mistérios que deslumbram...
E tantas maravilhas nos circundam,
Fazendo desta vida uma lição,

Que, quem viver, embora do seu jeito,
Mostrando pela vida ter respeito,
Aprende. Basta um pouco de atenção."

 
At 23/7/06 9:11 da tarde, Blogger soslayo said...

Vítor Cintra:

a) Os espanhóis compram o crude ao mesmo preço do que nós, só com uma diferença, eles tiram os impostos dos produtos petrolíferos gradualmente. Porque eles acham e bem, que quanto mais dinheiro circular mais será a riqueza que se pode criar, enquanto em Portugal querem tirá-lo com Ganância, como dizes no teu título e muito bem.
b) Tem sim senhor! Enquanto que com um € se compra imensas coisas na Espanha em Portugal os nossos comerciantes triplicaram o valor dos artigos em relação ao velho Escudo.
c) Claro que tem maior expressão! Pois este estudo diz respeito apenas à cidade da Guarda onde foi feito os estudos. E os outros postos fronteiriços!?...

No tempo da Velha Senhora os Espanhóis vinham buscar café neste lado da Fronteira Portuguesa e os Portugueses iam buscar o bacalhau. Agora vamos todos lá buscar tudo o que eles têm e muito
substancialmente mais barato!
É como dizes no teu soneto que é muito bonito! A vida ensina-nos, porque nós não somos burros. Um abraço.

 
At 24/7/06 8:20 da manhã, Anonymous tb said...

Aqui leram aquela história da galinha dos ovos de ouro, mas não retiraram a lição. Só viram os ovos (mas eles nem de ouro são...)
Muito pertinente um olhar inteligente sobre a vida e um poema lindo onde a esperança é rainha. É bom ler-te.
Ao contrário, aos dos que nos orientam a política. São surdos, cegos e parvos. (mas só para o que lhes interessa)
Beijo

 
At 24/7/06 2:15 da tarde, Anonymous Flor de Seda said...

Entrei e me encantei com seu espaço..Um dos blog mais inteligentes que já li..Parabéns e como não resisti estou levando teu selinho..Abraços

 
At 25/7/06 12:33 da manhã, Blogger CAntonio said...

Caro Amigo,

Aqui em Pinoquiolandia (conhecida também como Brasil) a carga tributaria vem crescendo ano a ano. A contrapartida, que deveriam ser melhores serviços públicos.....isso não existe.

Tudo fica para o crescimento desproporcional dos gastos públicos (com cargos de livre provimento e sem concursos) e de um irritante superavit primário para pagamento (acima do solicitado pelos credores) da divida.

São todos iguais quando governo. O cabresto lhes impede a visão mais acurada.

Um grande abraço

 
At 25/7/06 12:55 da manhã, Blogger Caritas souzza said...

Olá! Passando para agradecer sua visita em "Meus rabiscos". Obrigada! Desejo a vc uma excelente semana repleta de êxitos. Seu Blog é inteligente; perspicaz e de muito conteúdo. Abraço

 
At 25/7/06 11:58 da manhã, Blogger Luiz Carlos Reis said...

Caro Vitor, parece que o problema se estende para o outro lado do Oceano. Pois bem , aqui no Brasil na fronteira com a Venezuela, é possível encher um tanque de 50 litros com gasolina, e falo sério, à R$ 2,00, por outro lado à alguns quilômetros, já no estado de Roraima (BR), o preço de 1 litro de gasolina pode chegara à R$ 2,50 Reais. Imposto que não tem mais fim, aliás, aqui no Brasil nossa descendência já nasce devendo aos cofres públicos, quase 30 porcento da receita de uma família. Pode???
Enfim, no aproar do aprendizado, mais um desabafo de vida!
Grande abraço meu amigo!

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home