segunda-feira, fevereiro 12, 2007

LAGOA DA ERVEDEIRA

Alguém lhe chamou já, um lugar mágico.

Situada bem dentro do pinhal de Leiria, numa área denominada Mata do Urso, rodeada de solos arenosos, não dista do mar mais de 4 a 5 klms (em linha recta). Esta lagoa, com uma área de espelho de água doce, variando, em função da pluviosidade, entre aproximadamente 12 ha. (em 1995) e 17 ha. (em 2001)*, com cerca 2 klms de praias, consegue fazer a delícia de pescadores desportivos, de praticantes de desportos náuticos e de banhistas, conciliando o descanso dos adultos com o divertimento das crianças e permitindo a convivência e proximidade de uns sem que isso implique a invasão da privacidade de outros. Actividades de educação ambiental, nomeadamente a observação de aves, encontram também nela local privilegiado.

Em resumo, um pedaço de paraíso que o homem ainda não estragou. Esperemos que assim se conserve por muitos anos.

* Fonte de informação CCDR Centro

.
E R V E D E I R A
.
Calmas águas, verde margem,
Bordejadas por pinhais
Onde, ao sopro duma aragem,
Esvoaçam os pardais.
.
Melros cantam alegria,
Desafio de rivais,
Debicando ao fim do dia,
Entre os pés dos milheirais.
.
Alguns patos fazem ninhos
Entre verdes caniçais.
O piar dalguns patinhos
Faz grasnar os outros mais.
.
E, no fim da tarde calma,
Por sentir desta maneira,
Entrou fundo na minh' alma
Toda a paz da Ervedeira.
.
Vítor Cintra
No livro: DIVAGANDO

17 Comentários::

At 12/2/07 8:39 da manhã, Blogger Conceição Bernardino said...

Olá,
A perfeição é uma forma imperfeita que se apodera
De tudo o quanto é belo
ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

 
At 12/2/07 11:11 da manhã, Blogger Vera said...

Confesso que não conhecia Ervedeira, mas depois de ler o teu poema, posso-te dizer que me senti um bocadinho lá, ouvi os melros, e senti uma paz muito grande.
Tens o dom de me fazer ver imagens através das tuas palavras!
Adoro isso!!!

Um beijo grande e uma excelente semana

 
At 12/2/07 6:24 da tarde, Anonymous Hilda said...

Pelelas palavras e suavidade do poema, pela descrição em prosa, Evideira se mostra pra mim, como um lugar mágico mesmo.

E nela sente-se também um espaço democrático como deveriam ser todos espaços terrestres.

Belo post. Abraço

 
At 12/2/07 9:16 da tarde, Blogger chuvamiuda said...

..............

Lindo!

Amigo, tu tens andado com uns post's para me matar de saudades, o que eu gosto dessa lagoa.


.............

Abraço e noite serena

 
At 13/2/07 12:26 da manhã, Blogger @Memorex said...

Que maravilha, também adoro ler-te a poesia que transmites e lhes conferes a beleza!

Um beijo cintilante, vou adicionar-te também se me permitires.

Um beijo cintilante,
Carinhosamente Memorex.

 
At 13/2/07 10:34 da manhã, Blogger Cusco said...

A foto faz-me lembrar alguns dos bonitos locais da minha Ria Formosa onde os pardais, melros e patos pontificam também.
Quanto ao poema toda a sua musicalidade nos transmite uma sensação de : Calma.
Bonito! Gostei e vou voltar

SE DEUS QUISER

 
At 13/2/07 11:34 da manhã, Blogger Conceição Bernardino said...

Olá,
“A paciência tem mais poder do que a força”. Não meça um ser humano pelo seu poder político e financeiro. Meça-o pela grandeza dos seus sonhos e pela paciência em os executar.
Frase de Plutarco,


ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

 
At 13/2/07 11:43 da manhã, Blogger leituras said...

Também conheço a Ervedeira.

O poema descreve magistralmente o bucolismo, a beleza e paz do local.

Obrigado pela força.

abraço

 
At 13/2/07 8:44 da tarde, Blogger Ana S. said...

Não conheço a Ervedeira mas parece ser um lugar lindo.
Belo poema.
Abraço

 
At 13/2/07 11:42 da tarde, Blogger Papoila said...

Vitor Cintra:
Um poema bucólico que faz um apelo para que se conserve essa beleza natural ainda preservada.
Belo!
Beijo

 
At 14/2/07 12:36 da manhã, Blogger Escorpiana Explosiva said...

Um poema maravilhoso ,para quem gosta de refletir ,na frente de uma bela imagem.

Um abraço.

 
At 14/2/07 1:59 da tarde, Blogger Isabel-F. said...

Pela foto deve ser um local paradisíaco ...

que o teu poema bem transmite:

"........
...
E, no fim da tarde calma,
Por sentir desta maneira,
Entrou fundo na minh' alma
Toda a paz da Ervedeira.
"

Bj

 
At 14/2/07 10:42 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Não conhecia Ervedeira ...mas agora fiquei curiosa!
Belo poema!Abraço!
Obrigado pela visita ao meu cantinho!

 
At 15/2/07 8:47 da tarde, Blogger Luna said...

Deve de ser realmente um paraiso, alguns locais ainda estão em sintonia com o mais puro que existe.
beijinhos

 
At 15/2/07 10:13 da tarde, Blogger Sophie said...

Vale a pena comer no excelente restaurante Santola, no extremo setentrional da praia do Pedrógão, perto da Mata do Urso e da Lagoa da Ervedeira.

Um beijo enorme.

 
At 16/2/07 6:47 da tarde, Blogger MRelvas said...

Que local mais agradável.

Bonita foto, belo texto e um poema fantástico, conjugado com o falecido mas imortal Shegundo Galarza na sua inconfundível música que nos delicia como música de fundo.Era uma música destas que procurava para o meu Aromas, mas ainda não sei como o fazer!

Um grande abraço Victor Silva

Até sempre

Mário Relvas

 
At 12/4/14 2:08 da manhã, Blogger Lagoa Ervedeira said...

Lindo Poema , muito obrigado
http://www.ervedeira.blogspot.pt/

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home