sexta-feira, fevereiro 27, 2009

BRASÍLIA - Superior Tribunal de Justiça

«SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA - BRASÍLIA
Por publicação no Diário Oficial desta data, o processo de
Flavia entrou em pauta de julgamento para o próximo dia 03 de março, perante a Quarta Turma do SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA, em Brasilia, sob a relatoria do Ministro CARLOS FERNANDO MATHIAS, o primeiro a votar. Na sequência, a ordem de julgamento é a seguinte: Ministros Fernando Gonçalves, Aldyr Passarinho Jr, J.O. de Noronha e L.F. Salomão.
Estarei informando aos leitores do blog de Flavia sobre os passos deste julgamento, há tantos anos aguardado.
E por favor, leiam também os comentários deixados neste post. É a demonstração da enorme solidariedade recebida do Brasil e de outros países, dos que acompanham a história de Flavia e minha luta por justiça para minha filha
.
Com a nota acima, Odele , incansável na sua demanda por justiça para a filha, dá-nos conta de que, decorrida mais de uma década, a Justiça brasileira vai finalmente acordar da sua dormência.
Esperemos que os senhores juízes saibam ver que justiça, a verdadeira JUSTIÇA, é muito mais do que cingirem-se simplesmente à letra da lei já que esta, necessariamente genérica e limitada, não pode, em rigor, quantificar a dimensão de um crime de irresponsabilidade, que priva uma criança de viver, condenando-a perpetuamente ao "coma".
Este artigo é, não mais, do que o meu abraço solidário e a minha forma de dizer-te que, por esse mundo além, muita gente está contigo, Odele.
.
E M.. T I
.
Em ti se engrandece a vida!
Em ti se repete o mundo
E, num confronto fecundo,
Em ti começa a subida.
.
Em ti se repete a esp'rança!
Em ti se vive o futuro
E, num impulso seguro,
Em ti se faz a mudança.
.
Em ti a paz acontece,
Com grande sagacidade
E toda a tranquilidade.
.
Em ti a luz aparece,
Em cada olhar, cada gesto,
Por mais que seja modesto.
.
Vítor Cintra
No livro: DIVAGANDO

12 Comentários::

At 27/2/09 11:50 da tarde, Blogger Odele Souza said...

Querido amigo,

Fiquei emocionada ao ler este teu post.Sim amigo, sou incansável em minha luta por justiça para minha filha. E espero ver essa justiça agora acontecer. Espero ver, mesmo que depois de muitos anos, a poderosa Jacuzzi condenada como co-responsável pelo acidente ocorrido com Flavia.Dessa co-responsabilidade a justiça não poderá livrar a Jacuzzi, já que ela não informou da forma que deveria, sobre os potenciais riscos de seu equipamento, caso fosse instalado de forma inadequada. E isto além de irresponsabilidade, é vicio de informação. Uma falha grave que tem causado além do coma de Flavia, a morte de muitas outras pessoas.

Obrigada amigo por juntar-se à platéia que estará atenta ao julgameno de Flavia lá em Brasilia.

Um forte abraço pra ti.

 
At 28/2/09 12:33 da manhã, Blogger Vera said...

Esperemos que se faça justiça. Mãe e filha merecem isso! E todos nós...
O poema "Em Ti" tem a força que bem precisam em mais este momento!

Beijinhos querido Vítor

 
At 28/2/09 1:03 da manhã, Blogger Ana Martins said...

Caro Vítor,
maravilhada com o seu gesto e com o lindo poema que aqui dedica a Flávia e Odele. É lindo ver este sentimento de amor e solidariedade crescer dia-após-dia, sem fronteiras nem barreiras que nos impeçam de apoiar estas duas Joias que vivem do outro lado do Oceano.
Vai fazer em Maio 1 ano que tive conhecimento deste caso e desde aí o sigo apoiando Odele e Flávia com toda a minha amizade e da melhor forma que sei e posso fazer.

Beijinhos e muitos parabéns!
Ana Martins

 
At 28/2/09 11:58 da manhã, Blogger Luz said...

Humanista, como sempre. Nem outra coisa se poderia esperar de ti!
Tenho muito orgulho em ti!!!
Luz

 
At 28/2/09 3:21 da tarde, Blogger nona e eu said...

sao belas as suas palavras, chega a nos emocionar!

 
At 28/2/09 9:14 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Ainda bem que assim vais ser, obrigada pela partilha da notícia.
A Flávia e sua mãe merecem!
Bjs, RS.

 
At 1/3/09 6:59 da tarde, Blogger Teresa Durães said...

a justiça é algo que ainda não passou a ser muito democrático

 
At 2/3/09 11:57 da tarde, Blogger margusta said...

Olá Vitor,
...Ainda abem que passei hoje pelo teu blog.
Sigo a história de Flávia faz muito tempo, e fico muito Feliz por saber que finalmente se irá fazer justiça. Amanhã vou torcer por Flávia e pela sua mãe Odele..e JUSTIÇA seja FEITA!

O teu poema...como todos os outros , sempre perfeito!

Beijinhos para ti.

 
At 3/3/09 3:45 da manhã, Blogger Odele Souza said...

Vitor,
Passei para reler teu texto, teu poema e os comentários ao teu post. Obrigada também aos teus leitores pelas palavras de apoio e solidariedade para comigo e Flavia.

Que possamos ver a justiça acontecendo não só para Flavia, mas também pelo mundo afora.

Um forte abraço.

 
At 3/3/09 11:23 da tarde, Blogger Ana Martins said...

Olá,
há no meu blogue um presente para si.
Beijinhos,
Ana Martins

 
At 4/3/09 11:05 da tarde, Blogger Mário Relvas said...

Caro JVitor,

onde houver alguém em sofrimento, que sinta a negritude da injustiça, estou presente, nem que seja, apenas, em solidário pensamento!

Para a Flavia e para a Odele fica um abraço solidário.

Para o amigo Vitor vai um abraço

 
At 5/3/09 1:22 da manhã, Blogger Odele Souza said...

Vítor,
Não costumo responder aos comentários do blog de Flavia, mas respondi a este teu e o copiei para cá, apenas com a intenção de esclarecer a tua dúvida e dizer o que sempre pensei e continuo pensando sobre a responsabilidade do fabricante.

"Resposta ao comentário de Um Poema...

Prezado amigo,

A resposta à tua pergunta final é: NÃO, a empresa fabricante NÃO cumpriu com seu dever de informação, pelo menos não na época do acidente causado à Flavia. No manual da Jacuzzi - da época - NÃO havia referencia ao potencial risco de seu produto caso fosse instalado de forma inadequada como foi pelo condomínio. O condomínio errou, COMPROU MAL porque não procurou orientação técnica antes de comprar e instalar o sistema de sucção superdimensionado.O fabricante errou, VENDEU MAL, porque não orientou da forma como deveria, seu consumidor final, o condomínio. E o fabricante foi considerado responsável por um dos juizes de São Paulo mas com recurso conseguiu se livrar. Um ministro de justiça em Brasilia,também considerou a responsabilidade Jacuzzi no acidente, portanto, essa opinião não é apenas minha ou de meu advogado. Mas infelizmente os outros 4 ministros em Brasilia isentaram a Jacuzzi de responsabilidade, o que na minha opinião além de injusto para com Flavia, abre um precedente perigoso: Como não houve punição para esse tipo de negligência do fabricante - vicio de informação - nem todos os fabricantes vão se preocupar em colocar em seus manuais essa importante informação, portanto, acidentes com ralos de piscinas continuarão matando pessoas.
Quarta-feira, Março 04, 2009"

E acrescento aqui:
Reconheco que lá em Brasilia houve um pouco mais de justiça do que em São Paulo. Por exemplo, foi lá que foi excluida a minha co-responsabilidade no acidente e foi lá que a companhia de seguros foi condenada.

Um abraço querido amigo.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home