domingo, outubro 16, 2011

A arte de viver junto

(imagem recolhida na internet)
Conta uma lenda dos índios sioux que, certa vez, Touro Bravo e Nuvem Azul chegaram de mãos dadas à tenda do velho feiticeiro da tribo e disseram:

- "Nós nos amamos e vamos nos casar.

Mas amamo-nos tanto que queremos um conselho que nos garanta ficar sempre juntos, que nos assegure estar um ao lado do outro até a morte. Há algo que possamos fazer?"

E o velho, emocionado ao vê-los tão jovens, tão apaixonados e tão ansiosos por uma palavra, disse-lhes :

- «Há algo que pode ser feito, ainda que seja tarefa muito difícil.

Tu, Nuvem Azul, deves escalar o monte ao norte da aldeia, apenas com uma rede, caçar o falcão mais vigoroso e trazê-lo aqui, com vida, até o terceiro dia depois da lua cheia. E tu, Touro Bravo, deves escalar a montanha do trono. Lá em cima, encontrarás a mais brava de todas as águias. Somente com uma rede deverás apanhá-la, trazendo-a viva!»

Os jovens abraçaram-se com ternura e logo partiram para cumprirem as missões.

No dia estabelecido, na frente da tenda do feiticeiro, os dois esperavam com as aves. O velho tirou-as dos sacos e constatou que eram verdadeiramente formosos exemplares dos animais que ele tinha pedido.

- "E agora, o que faremos?" - perguntaram os jovens.

- «Peguem as aves e amarrem-nas uma à outra, pelos pés, com essas fitas de couro. Quando estiverem amarradas, soltem-nas para que voem livres.»

Eles fizeram o que lhes foi ordenado e soltaram os pássaros. A águia e o falcão tentaram voar, mas conseguiram apenas saltar pelo terreno. Minutos depois, irritadas pela impossibilidade do voarem, as aves arremessaram-se uma contra a outra, bicando-se até se machucarem.

Então o velho disse:

- «Jamais esqueçam do que estão vendo, esse é o meu conselho. Vocês são como a águia e o falcão. Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se, como também, cedo ou tarde, começarão a agredir-se mutuamente. Se quiserem que o amor entre vocês perdure, voem juntos, mas jamais amarrados.»

Não prenda a pessoa que você ama para que ela possa voar com as próprias asas.

Essa é uma verdade essencial, no casamento, mas também nas relações familiares, de amizade e profissionais. Respeite o direito das pessoas de voarem rumo ao sonho delas. A lição principal é saber que somente livres as pessoas são capazes de amar.

Autor Desconhecido

.

E M T I . . .

.

Em ti se engrandece a vida!

Em ti se repete o mundo

E, num confronto fecundo,

Em ti se faz a subida.

.

Em ti se resume a esp'rança!

Em ti se vive o futuro

E, num impulso seguro,

Em ti se faz a mudança.

.

Em ti a paz acontece,

Com grande sagacidade

E toda a tranquilidade.

.

Em ti a luz aparece,

Em cada olhar, cada gesto,

Por mais que seja modesto.

.

Vítor Cintra

No livro: PEDAÇOS DO MEU SENTIR

3 Comentários::

At 24/10/11 12:13 da manhã, Blogger Maria da Luz Borges said...

Belo conselho!
Belíssimo poema!
Luz

 
At 30/10/11 1:01 da manhã, Blogger Vera said...

Tão verdade!

Beijo grande querido amigo

 
At 31/10/11 11:29 da manhã, Blogger Odele Souza said...

Belo o teu poema amigo. E quanto ao texto, quão verdadeiro é! Infelizmente muitas pessoas acham que são donas do outro.
Boa semana pra ti!

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home