quarta-feira, dezembro 06, 2006

MADEIRA - Turismo Rural


UM VALE NO PARAÍSO

Um trabalho assinado por Katya Delimbeuf, publicado na revista "Única", faz uma abordagem sobre as casas de Valleparaízo, na vila da Camacha, Ilha da Madeira, de que transcrevo esta passagem:

«...Quando a agricultura deixou de ser economicamente rentável, a família Câmara decidiu recuperar as oito casas de apoio agrícola e convertê-las ao turismo rural.
Mantiveram-se os patos, os periquitos, os pombos, os galos e as galinhas, que fazem as delícias dos mais novos. Estes também se rendem aos encantos dos cavalos e póneis da Escapada dos Cavaleiros, a 18 klm, onde se impõe o silêncio da natureza, a 900 m de altitude...»
.
Temos uma tendência exagerada, para programar as nossas viagens, para além fronteiras, mas a cada momento vamos sabendo de pequenas maravilhas ao nosso dispor, cuja existência nos passou despercebida, apesar de fazerem as delícias de quem nos visita.
As nossas ilhas, tanto as dos Açores como as da Madeira, são paradisíacas. Cada uma delas com beleza diferente, naturalmente, mas igualmente cativante.
A Madeira, porém, alia à sua enorme beleza, a engenhosa vocação das suas gentes, quer para saberem rentabilizar turisticamente essa beleza, quer para receberem bem quem está de visita.

D E S C O B E R T A S

João Gonçalves Zarco as colocou
Nos mapas e nas cartas desse tempo.
E, porque tudo ali o deslumbrou,
Deu novas ao Infante e regressou
Às ilhas. Seu maior encantamento.

Tornou-se Porto Santo na primeira
Das ilhas, do Infante, descobertas.
Dali rumou, com Zarco, Vaz Teixeira
P'ra outra, que chamaram de Madeira
E donde vislumbraram as Desertas.

Tenazes, como bons navegadores
Em corso de aventura, longo, belo,
Tornados, dessas ilhas, os feitores,
Souberam ser também exploradores
Trazendo, em sua ajuda, Perestrelo.

E a saga que os levou àquelas ilhas,
Fazendo o nosso mundo mais pequeno,
Expôs, à nossa vista, maravilhas,
Mostrando um paraíso em poucas milhas,
Aonde até o clima é mais ameno.

Vítor Cintra
No livro: CONTRASTES

19 Comentários::

At 6/12/06 3:29 da tarde, Anonymous Saramar said...

Poeta, memose mconhecer as ilhas, ando maravilhada com elas, porue todos os meus amigos portugueses me falam delas.
Quem dera poder conhecê-las ainda nesta vida.

Estive pensando que seus versos deveriam ser utilizados nas salas de aula para deleite e aperndizado dos alunos. O que acha?
São maravilhosos!

beijos

 
At 6/12/06 7:20 da tarde, Anonymous ana s said...

Olha aqui está um lindo poema. Foi graças á valentia de tão bravos marinheiros que a beleza da Madeira tornou-se conhecida.
E continua sendo sempre e cada vez mais bela. Beijos

 
At 7/12/06 10:49 da manhã, Blogger amadis / pintoribeiro said...

Bom dia, abraço,

 
At 7/12/06 3:20 da tarde, Blogger Maria said...

Gostei.
Passei para desejar um bom fim de semana.

 
At 7/12/06 3:25 da tarde, Blogger DIGNIDADE said...

Olá!
O teu poema é realmente didáctico e, ainda assim, bonito...a aprendizagem não devia ser "chata" e sem sabor...
Como sabes, adoro a Madeira e as suas gentes. Infelizmente, pelo outro Arquipélago não consigo sentir o mesmo carinho ou apreço, apesar da beleza que lhe reconheço.
A Região Autónoma da Madeira é para mim o local com maior qualidade (a quase todos os níveis) em Portugal.
Obrigada pelo teu "post".
Um bj!

 
At 7/12/06 10:00 da tarde, Blogger Luna said...

Temos tanta coisa linda, e por vezes passamos sem olhar

 
At 7/12/06 11:05 da tarde, Blogger Fatima Gama said...

Olá meu amigo
Espero que suas férias tenham sido boas, fiquei aqui torcendo para que fosse e pelo que li foi mesmo rsr. Desculpe a demora em vir, é que ando bem ocupada no trabalho, fim de ano é muito complicado, hoje consegui um tempinho. Já li os outros posts e gostei muito. Bjs

 
At 8/12/06 3:30 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Adoro essa forma que você tem de terminar o post com um poema.

Beijos embriagados.

 
At 8/12/06 6:35 da tarde, Anonymous Jofre Alves said...

Passei para desejar óptimo fim-de-semana e apreciar esta interessante página, onde impera a qualidade e bom gosto. Até breve.

 
At 8/12/06 6:48 da tarde, Blogger chuvamiuda said...

...............

Amigo,


assino por baixo!
...............


Abraço e bom fim-de-semana

 
At 9/12/06 9:46 da manhã, Blogger amadis / pintoribeiro said...

Bfsemana, abraço,

 
At 9/12/06 10:44 da manhã, Blogger Manel do Montado said...

Por questões de segurança redireccionei o Montado para o seguinte link:
http://montadoaltaneiro.blogspot.com/

As minhas desculpas pelo incómodo.
Obrigado

 
At 10/12/06 2:13 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Ola Vitor, mais um poema da nossa historia (pra nao esquecermos)
Grd beijinho e b f semana*

 
At 10/12/06 1:30 da tarde, Blogger Isa&Luis said...

Olá Poeta,

Gostei desta tua poesia, ela é profunda, toca a alma.

Bom domingo com muito sol

Beijos meus

Isa

 
At 11/12/06 10:26 da manhã, Blogger amadis / pintoribeiro said...

Boa semana, abraço,

 
At 12/12/06 9:11 da manhã, Blogger Luiz Carlos Reis said...

Nobre poeta, teus ensaios históricos recheados de lirismo pecam somente em um ponto: vicia-nos!


Abraços!

 
At 12/12/06 3:21 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Quantas coisas maravilhosas temos e não valorizamos...
Beijinhos!

 
At 12/12/06 9:47 da tarde, Blogger Sophie said...

A Ilha da Madeira mantém a promessa de umas férias extraordinárias com as suas magníficas paisagens, clima ameno, folclore clorido e uma gastronomia sedutora.

Um beijinho para ti.

 
At 16/12/06 3:51 da tarde, Blogger soslayo said...

Um Poema - Vítor Cintra:

Alheio às polémicas birrentas dos políticos e partidos antagónicos, meu amigo Poeta, prestas aqui uma homenagem à minha terra, a Madeira, não só pelo que dizes da sua gentes e da sua "hospitalidade" efectiva dos Madeirenses em relação ao forasteiros como também, à maneira elevada como o fazes, através dum poema que eu considero sublime. Um muito obrigado amigo poeta. E, eis a maneira mais lúdica de aprender a nossa história sem programas escolares maçudos e chatos! Um abraço.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home